quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Postagem comemorativa: Meus primeiros 100k



Iniciei o ano de 2018 com uma importante meta de investimento atingida: os primeiros 100k investidos. Na verdade, o valor já ficou um pouco acima disso, tendo em conta os novos aportes realizados nos meses de janeiro e fevereiro de 2018. 

Observem abaixo o gráfico gerado pelo Canal Eletrônico do Investidor (https://cei.bmfbovespa.com.br/), com a imagem da tela captada na data de hoje (21.02.2018):


Segue a planilha do Google Finance, que uso para o registro das Ações e Fundos Imobiliários:


Meus dois últimos aportes foram apenas em WEG, ENGIE e mais 5 cotas do FIIB11.

Quem olhar atentamente vai perceber que tenho pouca diversificação entre ativos. Nas ações, por exemplo, tenho apenas WEG, ENGIE, BVMF, RAIA e NATURA. Sendo que na última tenho apenas 101 ações (cento e UMA, pois minha primeira compra da vida foi apenas de uma ação).

A pouca diversificação foi proposital, já que o primeiro objetivo era atingir o montante de 100k. A partir de agora devo ampliar o leque de ações e FIIs do Portfólio.

Pretendo seguir apenas nos três ativos: Tesouro Direto + FIIs (preferência para Fundos de tijolos) + Ações de valor.

Tenho feito estudos iniciais para Investimento no Exterior, porém devo adiar o início desse passo para mais uns dois anos.

Sei que ainda estou bem distante do sonho da Independência Financeira (ou mesmo de sua “irmã” tranquilidade financeira), mas feliz por ter dado os primeiros passos nesse longo caminho. Afinal, sem o começo é impossível se chegar ao fim...

Abraços e até o próximo aporte!

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Portfólio inserido no Google Finance

Boa tarde pessoal, feliz natal a todos! Quem, assim como eu, ficou o natal em casa lendo blogs valorosos pode ter interesse na singela postagem.

Recentemente dei um passo importante para acompanhamento dos meus investimentos com a inserção dos dados no Google Finance.

Até então fazia a análise direta pelo site da corretora ou mesmo por meio do CEI (Canal Eletrônico do Investidor - Clique aqui para quem ainda não conhece).

É a primeira vez que vejo a evolução dos meus aportes em local diferente da corretora. Assim, por enquanto estou bem satisfeito!

Separei meu portfólio em dois, ações e FIIs, mas nada impede que tudo seja colocado apenas em um.Vejamos:

Portfólio de Ações


Portfólio de Fundos Imobiliários




Vou comentar algumas características que me levaram ao Google Finance:

Utilidade ao investidor iniciante

O Google Finance é muito prático de utilizar e atualizar os aportes, as vendas e útil para monitorar os dividendos recebidos. Basicamente, basta ter uma conta no Google e acessar o endereço https://www.google.com/finance

O site é limpo, simples e de fácil manuseio.

Possibilidade de importar planilhas

Com base nos dados fornecidos pela corretora é possível importar planilhas e arquivos com todos os detalhes das transações efetuadas e inserir no Google Finance. Além disso, as transações podem ser obtidas e transportadas em formato CSV e OFX, sendo trabalhadas a partir de aplicativos como o Excel.

Comparador de Carteira e Ativos

Um teste com comparação entre a BVMF3 e EGIE3


É possível comparar a evolução de ativos da mesma carteira ou com diversos índices, inclusive com os do exterior (Nasdaq, Dow Jones e S&P 500). É tão prático que basta um ou dois cliques para gerar um gráfico comparativo. Veja algumas das diversas comparações automáticas quando se insere um ativo e sua respectiva cotação da compra:

- Faz a comparação do preço pago com o rendimento daquele dia e do rendimento total dos ativos;

- Soma automaticamente todos os valores do portfólio e mostra a variação em porcentagem individual e da carteira como um todo.

Compila os dividendos recebidos

Todos os dividendos recebidos, tanto das ações ou FIIs, são somados ao final e dispostos em ponto separado da planilha.

Visualização do Valor total em R$ ou US$ (Portfolio Value)

É uma interessante possibilidade que permite expressar seu Portfolio Value em diversas moedas (Confira na última linha das imagens aqui da postagem).

O Blog do Frugal (confira aqui a postagem dele) já tinha chamado a atenção para essa vantagem do Finance, pois permite que o investidor também acompanhe sua eventual carteira no exterior. Tudo isso com quase zero de dificuldade.

Na verdade, o Google Finance permite o acompanhamento de mais de 40 bolsas de valores de todo o mundo, além dos dados de fundos mútuos, índices e moedas. (Veja aqui a lista de todas asbolsas de valores, fundos mútuos de investimento, índices e outros dadosfinanceiros disponíveis)

Mesmo depois do portfólio montado o investidor pode converter o Portfolio Value em dólar ou real e vice-versa.

Montar Carteira Teórica

Pra quem deseja apenas acompanhar o movimento de um ativo o Google Finance também é bem legal. Ele permite que os ativos (tanto faz ações ou FIIs) sejam inseridos para simples acompanhamento das variações.

Diferencia preço de cotação e taxa de corretagem

É possível diferenciar e inserir os valores pagos em forma de emolumentos e taxas de corretagens.

Permite uso de novas Fórmulas

Há uma função um pouco mais complexa, que permite inserir ou alterar algumas fórmulas e acompanhar, por exemplo, as variações dos títulos do Tesouro Direto. (Confira aqui)

Confira aqui um vídeo com as funções do Google Finance (em inglês)



Google Finance vai ser descontinuado? (atualização do tópico em 31/12/2017)

De fato, quem entra na página inicial do Finance vai ler a seguinte advertência:

Google Finance is under renovation. As a part of this process, the Portfolios feature won't be available after mid-November 2017. To keep a copy, download your portfolio. 

Isso não quer dizer que a função será desativada, mas que haverá uma reformulação.

Nesse sentido, encontrei uma informação aparentemente confiável:

It isn’t clear what, if any additional features Google plans to change, or what the Google Finance site will look like after the overhaul is complete. A spokeswoman confirmed that the Google Finance site will remain—in some form—but declined to make executives available to discuss the changes in greater detail (Confira a fonte aqui).

Não está claro quais alterações serão feitas ou se novos recursos serão incluídos (ou excluídos) ou ainda sobre como será o novo aspecto do site do Google Finance depois da conclusão da revisão.

Infelizmente, o exemplo dos outros sites que disponibilizam portfólios gratuitos ( ao menos no Brasil) é de um espaço poluído com muita publicidade.

Resta aguardar.

domingo, 17 de dezembro de 2017

Meu (quase) 1º Leilão de Imóvel

O início do mês de dezembro me fez pensar seriamente em como estou descuidado com minha estratégia de investimento. Ou pior, me fez pensar se realmente eu tenho uma estratégia de investimento.

Todos meus investimentos são focados em Ações, Fundos Imobiliários, Tesouro Direto e uma parte (breve escrevo uma postagem sobre) em empréstimo coletivo (peer-to-peer lending). Além disso possuo dois lotes pequenos, adquiridos antes de qualquer dos atuais investimentos da B3.

Minha esposa possui uma parte apenas em CDBs de um banco grande. Ela sabe que estudo sobre diversificação de investimentos, mas prefere não mexer no dela, apesar do péssimo rendimento (alguns abaixo de 100% do CDI). 

Já entendi que uma característica relevante nas finanças é a tranquilidade da pessoa. De modo que sequer debato com ela sobre migração para algo supostamente mais vantajoso ( e com risco maior). Se ela gosta e se sente bem, ponto final!

Ocorre que vivemos em um imóvel alugado. Todos os meses pago R$ 1.350,00.

Minha estratégia é acumular o máximo possível em investimentos de valor e decidir daqui uns bons (bote bons) anos sobre a compra de um imóvel próprio.                        
    
Porém, como dito, duas semanas atrás, descobri uma oportunidade de leilão de um apartamento em um local fantástico da cidade. Faltava pouco mais de uma semana para o 2º leilão, com o preço de 200k! (Quem não sabe, o 2º leilão judicial já permite lances da metade do preço de avaliação. No caso, o imóvel foi avaliado em 400k).

Fiquei abalado com oportunidade e já cogitei em sacar tudo, vender um dos lotes e somar com da esposa, de forma a garantir uma sobra para lances no leilão.

Fiz um estudo superficial sobre a situação jurídica que levou o imóvel ao leilão e comecei a me organizar. Precipitado, logo saquei tudo do Tesouro Direto, onde maior parte estava em IPCA+.

Ocorre que antes de liquidar as Ações e Fundos Imobiliários descubro que o leilão foi cancelado!


Informação sobre o cancelamento do 2º Leilão


O cancelamento do leilão do imóvel é algo comum e via de regra ocorre quando o proprietário consegue quitar a dívida.

Olhem a dívida que levou o imóvel a leilão. Se eu tivesse mais experiência, teria imaginado que o proprietário certamente iria quitar..


No final de tudo o resumo é que o leilão foi cancelado, liquidei tudo que tinha no IPCA+ e fiquei com uma dúvida grande sobre o quantitativo mais líquido que devo manter na Carteira.

O lado bom de tudo isso é que resolvi me aprofundar um pouco mais nos leilões.


Vou enviar em outras postagens alguns arquivos que achei na pesquisa.

domingo, 3 de dezembro de 2017

A primeira postagem e meu obrigado a Finasfera

Boa noite,

Não poderia começar a primeira postagem sem um agradecimento. Agradecer a todos vocês que se dedicam a compartilhar um pouco desse caminhar.

Vocês da Finasfera (devagar vou me acostumando ao termo) ocupam espaço central no meu aprendizado.

Aos poucos uma empatia vai sendo criada e fica difícil parar de acompanhar e ler o blog de vocês.
A constante leitura tem me ajudado a manter o foco no objetivo e aprender mais a cada dia.

Por isso, muito obrigado a todos.

O nome InvestidorInvisivel.com veio de um dos primeiros e maiores erros que cometi nos investimentos.

Na euforia inicial do descobrimento dos investimentos, ocorrida no início do ano passado, acabei contando meu objetivo para alguns colegas de trabalho e amigos próximos.

O óbvio ocorreu: fui mal entendido, taxado e motivo de piadas (ou seria inveja...?)

Felizmente estou revertendo isso. Aos poucos estou me transformando em um Invisível e curtindo as suas vantagens.



Quero continuar assim para sempre.


Ainda estou aprendendo a criar uma planilha dos investimentos. Alguma sugestão? Enquanto ela não sai, segue o print direto do site da B3.

Imagem de 04.12.2017 do CEI Canal Eletrônico do Investidor (https://cei.bmfbovespa.com.br/)